segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Municípios recebem incentivo de R$ 10 milhões após cumprirem ações de combate ao mosquito

O Governo do Ceará liberou o montante de R$ 10 milhões referente ao incentivo instituído em 12 de junho de 2017, na mobilização Todos contra o Mosquito, para investimento em ações de combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. Os 100 municípios contemplados cumpriram as metas e alcançaram parâmetros satisfatórios nos critérios de avaliação estabelecidos no Termo de Compromisso assinado pelo governador Camilo Santana e pelo secretário da Saúde, Henrique Javi, no ano passado.
O rateio do incentivo financeiro contemplou os municípios cearenses que cumpriram seis critérios de execução das ações previstas para o período de julho a dezembro de 2017. Entre esses critérios estão a instituição do comitê municipal intersetorial de combate ao mosquito, monitoramento dos indicadores de qualidade da vigilância das arboviroses, cobertura mínima da visita domiciliar de 80% dos imóveis do município e apresentação do Plano Municipal de Ação de Vigilância e Controle das Arboviroses para 2018. Em junho deste ano, após avaliação dos desempenhos municipais no controle das arboviroses, a Secretaria da Saúde do Ceará divulgou os 100 municípios que agora participam do rateio do incentivo, cabendo R$ 100 mil a cada um.
“O importante é que os municípios poderão contar com o valor, que é bem expressivo e significativo, e com certeza incrementará as ações de vigilância em saúde relacionadas às arboviroses”, avalia o secretário Henrique Javi sobre a liberação do incentivo. “O momento é oportuno, pois estamos iniciando o período de maior intensificação das atividades de controle e vigilância das arboviroses”, acrescenta.
O resultado da mobilização é visto nos índices de arboviroses do Ceará até a Semana Epidemiológica 45 de 2018 (de 1º de janeiro até 10 de novembro). Houve uma redução de 98,8% do número de casos confirmados de chikungunya na comparação com igual período de 2017. Até a semana epidemiológica 45 de 2017 (de 1º de janeiro até 11 de novembro), o estado confirmou 104.880 casos da doença. Já em 2018, foram 1.295. Em relação à dengue, a queda foi de 25.013 para 3.183. Já os casos confirmados de zika, foram reduzidos de 577 para 37 (93,6%).

Resultados alcançados

“Para o nosso município é mais que um incentivo”, comemora a secretária de Saúde de Banabuiú, Rianna Nobre. Ela lembra que no início da mobilização Todos contra o Mosquito o município apresentava Índice de Infestação Predial (IPP) pelo Aedes aegypti de mais de 3%, classificado como nível de alerta para risco de epidemia por arboviroses, medido pelo Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa). “No quinto ciclo do levantamento estávamos com menos de 1% e fechamos o ano em 0,4%”, conta a secretária sobre a conquista do nível classificado como satisfatório do IPP. Para alcançar o índice, o município instituiu as brigadas de combate ao mosquito e intensificou as ações de prevenção, com grande apoio e mobilização da população, segundo Rianna.
Também contemplado com o incentivo, Aracati deu continuidade em 2018 às ações do comitê iniciadas no município no ano passado com a mobilização Todos contra o Mosquito. “O que se busca é o resultado e nós conseguimos esse resultado”, diz a secretária municipal de Saúde, Sayonara Moura de Oliveira Cidade. Ela avalia como muito boa a adesão da comunidade às ações propostas pelo comitê municipal. “Estamos intensificando essas ações para que a gente não seja pego de surpresa no início da quadra chuvosa, no início do ano”, comenta. Sayonara diz que o incentivo liberado pelo Governo do Ceará será importante para dar suporte a essas ações, como a aquisição de insumos necessários ao trabalho dos agentes de controle de endemias. “Todos os municípios precisam desses recursos”, reconhece. “E foi muito bom trabalhar dessa forma”, finaliza a secretária.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . Hidrolândia 24 Horas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger