domingo, 25 de junho de 2017

Sob aplausos e emoções, Cícero Damasceno é recepcionado em Santa Quitéria

1º de maio de 1994. O Brasil chorava a perca trágica de um dos seus maiores ícones, Ayrton Senna. No mesmo dia, Cícero Antônio Damasceno participava de uma maratona e ao chegar em casa, era surpreendido com a notícia da morte de seu ídolo. Em meio as lágrimas, o maratonista decidiu que um dia, iria homenagear não só Senna, mas todos os brasileiros.
Nos últimos 05 anos, ele se preparou para prestar esta homenagem: percorrer 2.776km, partindo do Rio de Janeiro até Santa Quitéria, sua terra natal. Na data em que completava 23 anos da partida do piloto, Cícero iniciava o seu desafio, o que para muitos, seria impossível.
O feito ganhou destaque por onde passava, germinando sementes, literalmente, com a plantação de uma muda de ypê a cada 50km, no intuito de despertar em todos, a preservação do meio ambiente. Em entrevistas, Cícero sempre destacou plantar a "semente" para evitar o "sem-mente".
A medida que Cícero se aproximava do destino final, os quiterienses se emocionavam e motivavam a preparar uma grande recepção para o seu conterrâneo, que carregou com muita vitalidade, o nome de Santa Quitéria.
A festa iniciou na entrada da cidade, onde jovens e adultos se juntavam ao atleta e corriam. Em cada esquina, cada calçada, as pessoas se aproximavam para dar um abraço ou um muito obrigado, embalado pelos aplausos, até chegar a Praça da Matriz.
Lá, um público ainda maior o esperava. Ao som do tema da vitória, do seu ídolo Ayrton Senna, Cícero rompeu a fita simbólica e subiu ao pódio ao lado da família, completando mais um grande desafio da sua vida.
Além da população, ele também foi recebido pelos familiares que aqui residem e as autoridades locais, como o prefeito Tomás Figueiredo, secretário de esporte Egberto Lobo  e o pároco Pe. Fábio, que ambos, agradeceram e entregaram um troféu e uma medalha.
Após a homenagem, Cícero fez agradecimento a todos pela recepção e o apoio dado durante todo o desafio. Em seguida, plantou duas mudas de ypê na Praça Senador Pompeu (Matriz) e plantou outras quatro, sendo duas na Praça Arthur Temóteo (Bradesco) e Praça José Arteiro de Mesquita (Boa Vida).
O desafio foi concluído completamente na manhã deste domingo (25), onde o mesmo prosseguiu o seu trajeto até à Fazenda Permuta, localidade onde nasceu e foi recebido pelos seus familiares. Uma missa em ação de graças pelo feito foi celebrada, logo após a sua chegada.

Fotos e reportagem: Thiago Rodrigues

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . Hidrolândia 24 Horas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger