sexta-feira, 9 de junho de 2017

Ministério da Saúde libera 23 mil doses de vacina contra meningite ao Ceará

Os pacientes diagnosticados com meningite no município de Parambu, no Ceará, vão ter um reforço na cobertura de vacinas. Conforme a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), nesta terça-feira (06), o governador Camilo Santana, acompanhado do secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi em Brasília, conseguiu a disponibilização de 23 mil doses de vacina contra meningite para garantir o atendimento aos outros grupos. O Diário do Nordeste noticiou nesta terça-feira, o surto da doença que vem sendo acometida em homens entre 20  a 49 anos. 
Foram disponibilizadas, inicialmente, quatro mil doses para vacinação da população masculina de 20 a 49 anos, perfil de adoecimento no município.  "A Sesa está acompanhando e tomando todas as medidas necessárias em relação aos casos de meningite registrados em Parambu", diz a Pasta em comunicado. Na manhã de segunda-feira, dia 5, o secretário da Saúde, Henrique Javi, esteve em Parambu com uma equipe de técnicos da Saúde estadual para participar de reunião com a administração municipal e com a população em que foram anunciadas essas medidas. De acordo com a secretaria, homens entre 7 a 49 anos passam a ter prioridade na imunização, em seguida as demais pessoas da região. 
Ainda segundo a Sesa, desde o dia 13 de maio, houve registro de cinco casos de meningite na cidade. Um paciente está internado em situação estável no Hospital São José, da rede pública do governo do Ceará. O hospital é referência em doenças infecciosas e tratou outros quatro pacientes que vieram de Parambu com meningite. Dois casos chegaram a óbito. 

Histórico

"Uma equipe da epidemiologia da Sesa esteve no município ainda em maio para investigar mais informações sobre os casos. À época, o bloqueio foi realizado aos comunicantes, ou seja, foi feito uso de antibiótico para os contatos íntimos dos pacientes com meningite", ressalta a secretaria. A vacinação da meningite tipo C é oferecida no Sistema Único de Saúde (SUS) para crianças de até cinco anos de idade e para o público de 12 e 13 anos. Há recomendação de vacinação quando se configura surto comunitário.

Fonte: Diário do Nordeste

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . Hidrolândia 24 Horas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger